Início / Aviação / Comissário de Voo / Vocabulário de tripulantes na aviação

Vocabulário de tripulantes na aviação

Com este blog não tenho grandes pretensões, quero apenas escrever um pouco sobre a experiência de trabalhar como comissário de voo. Na verdade, um hobby para me manter conectado e próximo da comunicação social, área em que sou formado.

É possível que um ou outro jovem que esteja pesquisando sobre a carreira do comissário de voo chegue até aqui, ou ainda que muitos venham até o blog ao acaso, sem ideia nenhuma de algumas expressões usadas ao longo dos textos.

Desse modo, para não frustrar nenhum leitor, irei escrever abaixo algumas palavras comumente usadas na linguagem de tripulantes de cabine e que poderão ser escritas nos meus posts:

A1, A2, A3... – São siglas para as diferentes funções e responsabilidades de cada comissário de voo dentro do avião. O A2, por exemplo, é responsável pela galley e, consequentemente, pela entrada e saída de refeições e bebidas no avião;

Base – Local da apresentação do tripulante, ou seja, aeroporto em que se iniciam as jornadas de trabalho;

Briefing – É o momento pré-voo, onde o comandante do voo reforça alguns procedimentos de emergência, seu jeito de comandar o voo (exigências e recomendações), meteorologia, entre outras informações visando o bem-estar da tripulação e dos passageiros;

DO – Local de concentração da tripulação antes do voo. Em geral, são localizados nos aeroportos da base;

Escala – É o cronograma de voos que os tripulantes irão realizar ao longo do mês;

Folga – A alegria do tripulante!

Galley – É a cozinha do avião, onde prepara-se o serviço de bordo;

Inativo – Período de cerca de 24 horas em que o tripulante permanece em uma mesma cidade;

Jornada – Período em que o tripulante permanece fora de sua base com uma mesma tripulação;

Passe – Benefício concedido ao tripulante pela empresa aérea em que trabalha para deslocar-se gratuitamente entre sua cidade de residência e o aeroporto em que possui base;

PA – São os interfones pelos quais os tripulantes realizam os speeches e comunicam-se entre si;

Pernoite – Período de repouso do tripulante fora da base, ou seja, é o intervalo de tempo entre o momento em que chegamos no hotel após o voo e a apresentação para o próximo voo;

Reserva – Período de 6 horas onde o tripulante deverá ficar no aeroporto (base) pronto (uniformizado) para assumir um voo;

Speech – Texto falado para os passageiros em diversas situações dentro do avião;

Sobre aviso – Período de 9 horas onde o tripulante deve ficar à disposição da empresa. O tripulante pode estar em qualquer local desde que seja localizado facilmente via telefone e esteja preparado para assumir um voo nos próximos 90 minutos;

Sobre aviso curto – Período de 2 horas que o tripulante pode receber alteração de escala para voo, no mínimo 24h adiante.

Trolley – São aqueles “carrinhos” com que realizamos o serviço de bordo;

Tripulação Comercial – Comissários de Voo;

Tripulação Técnica – Comandante e Co-piloto;

Assista o vídeo “Bastidores do Voo”, produzido pela TAM Nas Nuvens. O vídeo mostra a rotina de um piloto e de uma comissária da TAM. Com ele é possível ter uma ideia sobre como é o dia de trabalho de um tripulante: Acredito que com este vocabulário simples e este vídeo, o leitor leigo já possa entender melhor os textos deste blog e a rotina de um tripulante.

Fique à vontade para perguntar, nos comentários, alguma dúvida que tenha sobre alguma palavra ou expressão usada por nós, tripulantes!

1 Comentário

  1. Monica Rosane

    Caro CMS
    Me fala um pouco das partes “complicadas” da profissão?

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*