Início / Viagens / Roteiro de viagem no Peru – 5 destinos baratos
vale-sagrado-peru

Roteiro de viagem no Peru – 5 destinos baratos

Viajar pela América do Sul é sempre uma experiência enriquecedora. Muitos jovens e casais decidem fazer uma viagem de mochilão para o Peru em busca da paisagens incríveis e destinos encantadores.

Quer montar um roteiro para o Peru? Veja 5 passeios imperdíveis de agência especialista no destino, com lista de atrações no país berço da civilização Inca.

Quando falamos sobre o Peru é muito comum associarmos a imagem do país a Machu Picchu. Afinal, a antiga cidade dos Incas é símbolo maior daquele país e o principal ponto turístico peruano.

– Mochila para mochilão

Mas o que pouca gente sabe é que o Peru vai muito além da sensacional cidadela em ruínas. Por exemplo, você sabia que a gastronomia peruana é reconhecida internacionalmente? E que além de Machu Picchu o país conta com outros sítios arqueológicos?

Agência especializada em Machu Picchu no Brasil e viagens para o Peru, listou alguns locais imperdíveis. É possível montar um roteiro com todos estes passeios numa mesma viagem ou separados para novas idas ao país.

Viagem mochilão para o Peru

 

1) Lima

Maior cidade e capital do Peru, Lima ainda preserva seu passado colonial em lugares como o Centro Histórico, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a Plaza de Armas e símbolos arquitetônicos como a Catedral, o Convento de San Francisco e o Palacio de Gobierno.

Com rica gastronomia, a capital peruana reúne as melhores opções para saborear pratos típicos do pais. Ceviches (peixe cru marinado em suco de limão) e pratos à base de milho e batata não podem deixar de ser saboreados. Frutas e pescados exóticos também devem fazer parte das refeições dos turistas.

– Viagens de luxo para o Peru

2) Linhas de Nazca

Intrigantes e inquietantes, essas enormes figuras gravadas no solo do deserto peruano são um verdadeiro mistério até os dias de hoje. Ninguém sabe ao certo quem foi o responsável por desenhar aranha, beija-flor, macaco e outras tantas formas no solo de Nazca, mas existem diversas teorias para o fato e, acredite, é uma mais maluca que a outra.

Alguns estudiosos, por exemplo, acreditam que as linhas serviam de referência para seres extraterrestres! No entanto, a teoria mais aceitável é a de que as figuras tenham sido feitas pelos nativos de Nazca entre os anos de 400 e 650 DC. Independente da origem, o lugar é fantástico e merece ser visitado.

– Voos de avião sobre Nazca, Peru

3) Lago Titicaca

Assim como Machu Picchu, visitar o Lago Titicaca é quase que uma obrigação para quem vai ao Peru. Afinal, não é sempre que se pode admirar o lago mais alto do mundo, no topo da maior cordilheira das Américas, e o maior da América do Sul.

Situado na fronteira entre o Peru e a Bolívia e a 3.811 metros acima do nível do mar, turistas veem ali paisagens, costumes, acontecimentos e belezas que não podem ver em nenhum outro lugar, como suas mais de 40 ilhas. Dentre elas, as nove que formam o arquipélago de Uros, que são artificiais, feitas de uma planta nativa chamada totora.

– Lago Titicaca, Bolívia-Peru

4) Arequipa

Patrimônio da Humanidade, Arequipa ainda não faz parte dos roteiros mais populares entre os turistas que visitam o Peru. Para quem busca um local para se acostumar ao mal da atitude, a cidade é uma ótima pedida.

Suas edificações construídas a base de silla, pedra porosa de tonalidade branca de origem vulcânica, concedem à cidade o apelido de “Cidade Branca”. Vulcões como o Misti e o Chachani e os mais profundos cânions da terra, o Cotahuasi e o Colca, também fazem parte do roteiro dos turistas curiosos e aventureiros.

– Arequipa: dicas de viagem no Peru

5) Salinas de Maras

Compostas por mais de três mil salinas, com cerca de dois milênios de existência, as Salinas de Mara são fonte de renda para muitas famílias locais que retiram o sal para venda. Desde tempos pré-Inca, o sal é obtido em Maras por evaporação de água salgada de um córrego subterrâneo local. A água corre gradualmente caindo em centenas de poças, em forma de escadas, que formam os cristais de sal.

Durante este passeio exótico, os turistas podem aprender e conhecer uma das mais antigas técnicas de exploração de sal do planeta, provar da água quente e muito salgada das salinas, além de contemplar uma vista incrível do efeito da luz solar refletida no labirinto de lagoas.

Com informações www.machupicchubrasil.com.br

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*