Início / Aeroportos / Cuidado com táxis-aéreo pirata em viagens e voos panorâmicos
Avião Taxi Aereo

Cuidado com táxis-aéreo pirata em viagens e voos panorâmicos

Serviço irregular não tem cobertura das companhias de seguro.

Um voo panorâmico com a família ou uma viagem até aquela cidade litorânea de aeronave é um passeio para ficar na memória de todos.

Hoje, com o avanço da tecnologia, basta alguns contatos nos aplicativos de mensagem no celular ou uma pesquisa no Facebook, para encontrar várias ofertas de voos deste tipo.

A tecnologia e a conectividade facilitaram a oferta de voos “baratinhos” oferecidos por profissionais da aviação nas redes sociais. Nenhum problema com isso, afinal um dos benefícios da tecnologia é aumentar o acesso a produtos e serviços antes exclusivos.

Entretanto alguns cuidados devem ser tomados antes de decidir pela contração destes serviços.

O site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) é uma boa fonte de informações. É uma consulta rápida, que pode evitar sérios transtornos futuros.

“O Brasil possui uma regulamentação aeronáutica robusta”, explica Shailon Ian, engenheiro aeronáutico formado pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) e sócio presidente da Vinci Aeronáutica, “A regulamentação estabelece os requisitos mínimos a serem seguidos pelos diferentes integrantes do setor” reforça Shailon.

Algumas verificações simples podem ser efetuadas pelo interessado antes de efetuar a contratação, “É importante verificar se o avião ou helicóptero estão autorizados a realizar operações comerciais, e se a empresa que está prestando o serviço é homologada pela Anac”, diz Shailon. Até mesmo nesse setor, existem empresas de táxi-aéreo pirata.

O próprio passageiro pode verificar no site da Anac se a aeronave contratada para o serviço é privada ou comercial.

Basta acessar o site e digitar as 5 letras que formam a matrícula da aeronave. Uma tela com os dados da aeronave será mostrada, e verifique a categoria de registro da aeronave. Faça a busca por Táxi Aéreo e fuja das companhias identificadas como Privadas e Serviços Aéreos Privados.

“Sempre esperamos que nenhum incidente ocorra, mas uma viagem em uma aeronave irregular, além do maior risco, está, por exemplo, descoberta pelo seguro e, em consequência, o passageiro também não terá cobertura do seguro”, alerta Shailon Ian.

Outra dica é buscar pela frase “taxi aéreo” pintada próximo à porta da aeronave no momento do embarque.

Segundo ele, as pessoas também podem contribuir para essa prática e melhorar a qualidade do serviço do setor. “É muito importante que o passageiro denuncie essas contravenções aos órgãos governamentais. Só assim, avançaremos na prestação de serviço de qualidade e regular”, afirma o engenheiro.

Sobre a Vinci Aeronáutica

Criada para prestar consultoria em aviação, Vinci Aeronáutica assessora seus clientes na compra, venda e administração de aeronaves com uma proposta única de atendimento exclusivo.

A empresa conta com a experiência combinada de mais de 16 anos de seus sócios no mercado de aviação, e oferece aos seus clientes uma abordagem consultiva com uma solução única para cada cliente.

Com informações da assessoria de imprensa.

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*