Home / Aviação / Marcelo Nascimento da Rocha – filme Vips (história real)
além de Pablo Escobar, já interpretou o picareta Marcelo do Nascimento no filme VIP.

Marcelo Nascimento da Rocha – filme Vips (história real)

 

Marcelo Nascimento da Rocha tornou-se um dos golpistas mais famosos do Brasil.

O golpista enganou várias pessoas fazendo-se passar pelo filho de Nenê Constantino, dono da companhia aérea Gol Linhas Aéreas Inteligentes.

O objetivo de Marcelo era um só: obter vantagens. Hospedou-se como VIP em diversos hotéis de luxo, viajou de graça, conheceu lugares turísticos e “conquistou” muitas mulheres.

Baseado no livro “VIP´s – Histórias Reais de um Mentiroso”, escrito por Mariana Caltabiano, a história de Marcelo Nascimento, “o falso filho do dono da Gol”, virou filme estrelado por Wagner Moura.

Uma das cenas do filme, trás a participação do apresentador Amaury Jr., que também foi “enganado” por Marcelo Nascimento da Rocha, e topou interpretar a si mesmo no filme.

Confira em nosso canal do Youtube, a entrevista em que foi baseada a cena.

Sinopse do filme: Desde pequeno, Marcelo Nascimento da Rocha tem muita dificuldade de viver com sua identidade. Seu maior prazer é imitar as pessoas e se passar pelos outros. Alimentando o sonho de aprender a voar e tornar-se piloto como o pai, Marcelo foge da casa da mãe e começa a maior aventura de sua vida, cada vez se passando por uma pessoa diferente. Até dar o maior golpe de sua vida: fazer-se passar pelo empresário Henrique Constantino, filho do dono da companhia aérea Gol, em uma grande festa no Recife.

Acesse o site do filme www.vipsofilme.com.br para saber onde assistir.

Marcelo Nascimento da Rocha

Marcelo Nascimento da Rocha. A figura é um paranaense, famoso por aplicar diversos golpes, dentre os quais se fingir passar por vice-presidente da Gol Linhas Aéreas, filho do dono da empresa aérea.

O estelionatário cumpre hoje, pena no presídio em Jaru, em Rondônia. Antes de ser preso pela polícia, conseguiu enganar centenas de pessoas e construiu um mundo de mentiras, vivendo uma realidade só dele.

Marcelo Nascimento da Rocha tem suas façanhas expostas no livro Vips: Histórias Reais de um Mentiroso e no filme VIPs, lançado em 2011.

Comprar o livro / filme: VIPS – histórias reais de um mentiroso

Livro VIPS – histórias reais de um mentiroso | comprar online

O livro “Vips – histórias reais de um mentiroso”, acompanha a trajetória do vigarista Marcelo Nascimento da Rocha. Suas mentiras convenceram todo mundo – e, às vezes, até a ele próprio. Ele já apareceu em jornais, revistas e programas de televisão fingindo ser quem não era. Marcelo Nascimento da Rocha traz à tona sua história em uma série de depoimentos dados à escritora Mariana Caltabiano.

A história de Marcelo chamou a atenção do diretor Toniko Mello e sua vida virou um filme com produção de Fernando Meirelles e Wagner Moura no papel de Marcelo Nascimento da Rocha, que fingiu ser Henrique Constantino, filho do dono da companhia de aviação Gol. Ele passou quatro dias enganando todos em um evento chique em Recife. Comeu e bebeu de graça, foi assediado por modelos, atrizes, empresário, celebridades da televisão. Ele deu entrevistas e posou para fotógrafos de colunas sociais. Saiu em artigos de revistas de fofoca como amigo íntimo das celebridades. Ele também já se passou por líder do PCC, roqueiro famoso, oficial de polícia, repórter da MTV e atleta da seleção brasileira.

Veja entrevista com Marcelo Nascimento da Rocha, quando a jornalista da revista Trip entrou no presídio onde está cumprindo pena o maior mentiroso e maior golpista do Brasil.

Um comentário

  1. #AlguémAcreditouEmMim #Vips

    Vamos ver quantos vão curtir a história abaixo de escolhas certas!
    Infelizmente a tendência de alguns seres humanos é vangloriar bandidos, por isso que o mundo está na situação atual que se encontra!

    Maique Santos tinha tudo para ser um falsário, até maior do que foi Marcelo Nascimento, o falsário que se passou pelo herdeiro do então proprietário da Gol Linhas Aéreas, no carnaval de Recife-PE durante entrevista a um programa televisivo de coluna social veiculado em rede nacional. Enquanto Marcelo, aos 14 anos, se passava por sobrinho do dono de uma grande empresa de ônibus, para não pagar passagem, Maique Santos, criado em um bairro de periferia da zona sul de Porto Velho/RO, o Bairro Caladinho/União, com a idade de 13 pra 14 anos, já falsificava assinaturas e rubricas com tamanha perfeição e fidelidade, que ao entregar o documento com a rubrica falsificada, para o próprio dono da assinatura, o mesmo nem percebia que aquela rubrica no documento “não” tinha sido assinada pelo próprio punho, tamanha a perfeição das falsificações.
    E não há menor duvida, que se Maique Santos tivesse seguido o mesmo caminho que o Marcelo seguiu, Maique Santos teria se tornado um falsário semelhante ou até maior do que foi o Marcelo Nascimento, isso levando em consideração a ousadia dos primeiros atos de Marcelo (tentativa frustrada de falsificação da assinatura de sua mãe no bilhete de advertência da escola), com os primeiros atos de Maique Santos (falsificação de assinaturas e rubricas o mais próximo possível da perfeição). Mas, diferente das escolhas feita por Marcelo Nascimento, Maique Santos optou por ser uma pessoa de bem, honesto, estudioso, trabalhador, um bom filho, (futuramente) um bom marido, um bom pai de família, um bom patrão. Assim como Marcelo, Maique Santos tem facilidade para imitar vozes tanto de pessoas anônimas, como vozes de pessoas famosas, mas, ao invés de usar esse dom para dar golpes como fazia o Marcelo Nascimento, Maique Santos escolheu usar esse talento para divertir seus familiares e amigos.
    Há pouco mais de cinco anos, após pagar parcialmente o que devia para a justiça por crimes de associação ao tráfico, roubo de avião, estelionato e falsidade ideológica. Marcelo Nascimento recebeu sua liberdade em regime semiaberto e atualmente aos 40 anos, mora com a esposa, o filho e sua enteada em Cuiabá, onde passou o maior período preso – 5 anos. Marcelo foi contratado por uma empresa para proferir palestras para líderes de equipe sobre técnicas de vendas com o poder de persuasão, usado para efetuar uma venda. As empresas de consultoria de Porto Velho, deveriam também contratar Maique Santos para proferir palestras de civilidade e cidadania. No panfleto da palestra ele poderia ser apresentado como “Maique Santos vs. VIPs” e ser classificado como “Mesmo tendo potencial para ser um mega falsário, escolheu ser uma pessoa de bem”. A própria empresa de consultoria que contratou Marcelo, poderia contratar Maique Santos para que os dois juntos fizessem uma dobradinha nas palestras da empresa. O que escolheu o caminho errado, e agora está tendo uma segunda chance para se redimir com a sociedade, com aquele que mesmo criado com toda a mazela de miséria e violência de um bairro de periferia de Porto Velho/RO, chegando a se tornar membro da gangue juvenil do seu bairro, onde muito daqueles colegas de gangue, que com o passar do tempo se enveredaram pelo caminho da bandidagem, hoje ou estão mofando em um presídio ou estão sepultados em um cemitério, onde era para Maique Santos também fazer parte dessa estatística triste do Brasil. Mas mesmo tendo uma vida incerta, ele escolheu ser um cidadão de bem.

Escreva um comentário

O e-mail não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*