Início / Aviação / Comissário de Voo / Dicas de maquiagem para comissárias de bordo

Dicas de maquiagem para comissárias de bordo

Profissionais dão dicas para que você termine a viagem tão ou mais linda do que você estava quando começou.

Férias chegando, passagens compradas e destino escolhido. Só falta fazer as malas e ir para o aeroporto. E aí você se arruma e embarca com os cabelos lindos, a maquiagem impecável, pele hidratada e unhas feitas. Mas será que tudo isso resiste depois de muitas horas dentro do avião?

A resposta é “sim”. Mas é claro que, para que isso aconteça, são necessários alguns cuidados extras. “Em viagens longas de avião, a pele do rosto, os lábios, os cabelos e os olhos ressecam bastante devido à baixa umidade do ar, que é 10% menor do que a do ambiente”, explica Carolina Marçon, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Segundo ela, as unhas também ficam mais ressecadas, tornando-se mais frágeis e quebradiças, além do esmalte descascar mais facilmente.

As comissárias de bordo têm trabalho em dobro. Além de terem que manter o look impecável, elas seguem, de acordo com cada companhia aérea, um padrão para a maquiagem, as unhas e os cabelos. “Temos um manual de instruções sobre a forma de apresentação e com a relação dos itens e cores que devem compor nossa maquiagem, buscando harmonia com o uniforme”, explica Marli Soares, 33. Ela, que tem 14 anos de profissão, conta que o rosto precisa estar elegante e evidenciar os olhos e o sorriso. “Este dois elementos são muito importantes, pois transmitem segurança, conforto e simpatia aos clientes”, diz.

Depois da decolagem

“A gente hidrata a mão e as cutículas o tempo todo”, conta Vanessa Zulato, 32, comissária há 15 anos. Para as unhas permanecerem bem feitas durante todo o voo, ela conta que leva o esmalte da mesma cor que está usando e um extrabrilho na bolsa, caso as unhas descasquem e seja preciso emendar alguma pontinha.

Para manter a pele com um aspecto saudável, a dermatologista Carolina Marçon indica uma pausa em qualquer tratamento com ácido retinóico e derivados pelo menos dois dias antes do embarque. Já antes de sair de casa rumo ao aeroporto, ela diz que o ideal é usar um hidratante com alto poder de emoliência. “As peles oleosas ficam bem com produtos a base de ácido hialurônico, lactato de amônio e ureia, enquanto as peles mais secas pedem produtos com alantoína, dimeticone, vitamina E, óleo de semente de uva ou manteiga de karité”, explica. Para potencializar a hidratação, é recomendável lavar o rosto com água termal e aplicar os produtos com a pele umedecida, além de sempre passar protetor solar.

A água termal, aliás, é uma grande aliada para manter a pele bonita durante viagens longas. “Durante o voo, a gente borrifa água termal no rosto”, conta Vanessa. O produto também serve para amenizar olheiras. “É só aplicá-la nos olhos em um pedaço de algodão e fazer uma compressa de 5 a 10 minutos”, ensina Carolina.

O frio e o ar seco da cabine também afetam os lábios. Por isso é bom levar hidratantes labiais na mala de bordo. “Dê preferência para os que contenham dexpantenol e aplique de três em três horas”, recomenda a dermatologista.

As comissárias de bordo precisam estar maquiadas o tempo inteiro, mas as passageiras não. “Recomendo tirar toda a maquiagem com lencinhos demaquilantes antes de dormir no voo e, antes do pouso, hidratar bem a pele do rosto e refazer a maquiagem”, indica Vanessa. “Fazendo isso, as mulheres desembarcam com outra aparência e nem vai parecer que elas enfrentaram um voo longo”, afirma.

Marli ainda indica três passos importantes antes de embarcar ou então antes de aplicar novamente a maquiagem, perto da aterrissagem: “Lavar o rosto, tonificar, hidratar e passar protetor solar”, diz.

Cheguei, e agora?

Seguiu as dicas e desembarcou linda? Ótimo. Com um pouco de planejamento dá para permanecer assim a viagem inteira.

Dificilmente você vai interromper seus passeios para uma ida ao salão de beleza. O jeito é cuidar de tudo isso sozinha e, de preferência, com uma nécessaire bem básica, para não ocupar muito espaço na mala.

Leve os produtos de uso diário e aquilo que você já usa normalmente. Não é durante uma viagem de férias que você vai querer testar um creme que nunca usou. Não esqueça do protetor solar para a pele e cabelos e leve um esmalte para, naquele tempinho livre no hotel, dar uma retocada rápida nas mãos.

E na hora de comprar os produtos que lá fora são bem mais baratos do que no Brasil, controle-se. Não é porque custa menos e é de uma marca famosa que vai fazer maravilhas por você. Se estiver com a viagem marcada e puder falar com sua dermatologista antes, pergunte quais os cosméticos não manipulados quem podem trazer benefícios para você, pesquise na internet o preço dos produtos e já viaje com uma listinha em mãos. “Cada tipo de pele apresenta características únicas e o uso de produtos inadequados pode gerar problemas dermatológicos como acne, manchas, vermelhidão e alergias”, alerta Carolina.

[autora: Ligia Helena | fonte: blog delas]

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*