Início / Aviação / Cursos de francês na França: governo oferece bolsas
avioes-franca-forca-aerea

Cursos de francês na França: governo oferece bolsas

Oportunidades e subsídios para brasileiros em 190 programas de bolsas de estudos em cidades francesas.

Com tradição em oferecer ensino público gratuito e de qualidade, a França está de portas abertas para receber estudantes brasileiros em cursos de graduação e pós em diversas áreas de ensino.

O governo francês subsidia gastos como auxílios moradia, transporte e saúde, além de ser o responsável por arcar com o valor do curso, investindo cerca de 10 mil euros anuais por cada estudante.

Morar e estudar na França é uma ótima oportunidade de unir o útil ao agradável, atrelando uma experiência de formação acadêmica ou profissional ao charme e efervescência cultural, artística e gastronômica do país.

Nem todos sabem, mas existem mais de 190 programas de bolsas de estudos para alunos brasileiros interessados em estudar em cidades francesas, que incluem serviços para a mobilidade estudantil e formações em diferentes áreas.

Outro atrativo é que o governo francês subsidia a maior parte dos custos dos cursos e auxílios moradia, transporte e assistência médica, mas é preciso que o aluno se enquadre em exigências específicas.

No Brasil, a agência oficial do governo francês responsável por suprir informações e intermediar o contato entre os estudantes e instituições francesas é o Campus France, presente em todas Alianças Francesas do país.

Sediado na cidade de São Paulo, possui parceria com o governo brasileiro e responde aos ministérios franceses do Ensino Superior, atuando em mais de 100 países e vinculado às embaixadas francesas.

O Campus France acompanha os candidatos em cada etapa do projeto e os orienta de acordo com o programa pelo qual se interessam, desde a escolha do curso até a solicitação do visto.

No Brasil, os cursos com maior demanda são os da área de engenharia, mas são várias as possibilidades ofertadas, envolvendo administração e negócios, estudos políticos, artes plásticas, design, moda, arquitetura, cinema e muitas outras. Vale ressaltar que o processo seletivo é monitorado por uma equipe de orientação que acompanha tudo bem de perto, da candidatura ao embarque dos interessados.

Criar um dossiê eletrônico no site do Campus France é o ponto de partida para ingressar nessa experiência. Trata-se de um espaço virtual, em um ambiente personalizado, que reúne os dados pessoais e acadêmicos do candidato e torna possível uma interação ao canal de comunicação interligado diretamente com a equipe de atendimento, sendo útil para solicitação de informações ou esclarecimentos de dúvidas.

Pessoas de todas as cidades do país podem ter acesso a isso basta fazer um cadastro no site www.bresil.campusfrance.org que automaticamente será gerada uma conta que permite acesso gratuito a todos os recursos do portal.

Uma caixa de mensagens personalizadas é criada, na qual o pretendente poderá receber informações direcionadas aos interesses dele ou mesmo realizar candidatura às instituições francesas de ensino superior conectadas ao Campus France, além de dar entrada ao pedido de visto de estudante e acompanhar em tempo real o andamento de procedimento.

***

França: tradição em ensino público gratuito e de qualidade

A França possui tradição em receber estudantes do mundo todo e lá o ensino é público, pois o governo francês arca com a maior parte das despesas, investindo cerca de 10 mil euros ao ano, por estudante, custeando o valor integral do curso. Sendo assim, todo aluno estrangeiro que resida legalmente no país e esteja matriculado em uma instituição francesa pública pode requerer automaticamente esse auxílio do Estado. Um dado relevante é que quase a metade dos doutorandos na França são estrangeiros, cerca de 42%.

A excelência do ensino superior na França é um assunto de Estado, já que cerca de 20% dos recursos totais são destinados à educação. Estudar nesse país é ter garantia de reconhecimento e qualidade da formação, além também de uma proveitosa experiência de vida, uma vez que a nação abriga campus modernos e professores altamente qualificados.

Estudar na França é, acima de tudo, obter benefícios graças à qualidade que o ensino superior tem no país. Os estabelecimentos que ministram cursos, de graduação, mestrado, especialização ou doutorado, são reconhecidos internacionalmente pela organização, disciplina, tecnologia e também pela relevância das pesquisas. Diplomas nacionais franceses são válidos em toda a Europa e muito valorizados no mercado de trabalho mundial. Há, ainda, a possibilidade do estudante complementar a formação com estágios e até trabalhos remunerados, o que oferece mais crédito aos estudos realizados no país.

Custos e benefícios de estudar e viver na França

Com o subsídio do governo francês, as bolsas de estudo na França cobrem a maior parte das despesas anuais do aluno. Em relação à moradia, o Estado oferece uma ajuda de custo oferecida pela CAF, a qual todos os universitários possuem direito, independentemente de serem franceses ou estrangeiros.

O montante desse auxílio também varia em função do valor do aluguel e dos recursos financeiros do estudante. Para requerê-la, basta o estudante residir legalmente na França, não morar com familiares, ter um visto maior que seis meses e estar matriculado regularmente em uma instituição de ensino superior.

O governo francês também cobre a maior parte dos custos com transporte e assistência médica estudantil, visto que todos os estudantes menores de 28 anos podem se inscrever na cobertura social francesa.

Sobre gastos com alimentação e mobilidade, estima-se que um estudante possa viver na cidade de Paris com cerca de mil euros por mês, mas em outros municípios esse valor mensal pode ser reduzido para até 800 euros ou menos, tudo depende dos gastos individuais extras.

Vale ressaltar que mesmo durante os estudos o aluno estrangeiro tem autorização para trabalhar até 17 horas e 30 minutos semanais na França, mediante remuneração cujo valor também é relativo.

A França foi eleita pela 5ª vez, o país com melhor qualidade de vida e 92% dos estudantes estrangeiros recomendam França para estudar.

Passo a passo básico para estudar na França

Os brasileiros interessados em estudar na França precisam estar cientes dos cinco passos básicos do processo. São eles:

1. Escolher o curso desejado, de graduação, mestrado, especialização, doutorado ou pós-doutorado. O Campus France tem um filtro no site www.bresil.campusfrance.org que auxilia nessa decisão;
2. Fazer o cadastro no site do Campus France para criar o dossiê eletrônico e a caixa de mensagens personalizadas;
3. Preparar a candidatura, também via site do Campus France;
4. Fazer os testes oficiais da proficiência do francês, que varia em cada universidade, podendo ser DELF, DALF ou TCF. No geral, exige-se um nível intermediário denominado de B2, porém há casos de cursos que estabelecem nível avançado;
5. Acessar o dossiê eletrônico no site do Campus France e acompanhar o procedimento pelo espaço personalizado;
6. Solicitar o visto de estudante junto ao consulado francês da circunscrição referente para cursos acima de 90 dias.

1 Comentário

  1. Belarmino Sueleque

    Um mozambicano que queira ganhar essa bolsa que pode fazer??

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*