Início / Aeroportos / Estacionamento Aeroporto RJ: Galeão / Santos Dumont

Estacionamento Aeroporto RJ: Galeão / Santos Dumont

A oferta de estacionamentos nas proximidades de aeroportos por todo Brasil é mínima, inclusive em capitais como Rio de Janeiro – talvez porque muitas pessoas vão até o Galeão ou Santos Dumont de ônibus ou táxi.

O preço da diária nos estacionamentos também variam de forma inflacionária.

Aeroportos – Rio de Janeiro

Aeroporto Santos Dumont – Centro

O governo planeja estimular investimentos em hotelaria e serviços associados nas proximidades dos aeroportos.

A Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) está realizando um projeto de concessão administração de um hotel e estacionamento no aeroporto Santos Dumont, Rio de Janeiro 2014-2016 dentro de um espaço que antes pertencia à companhia aérea Varig.

Os valores do pernoite e da mensalidade no estacionamento Santos Dumont são uma das mais caras do Brasil. A Infraero tem adotado tal medida para evitar o congestionamento de carros durante à noite no estacionamento do aeroporto. O valor pode chegar a R$50.

Aeroporto do Galeão – Ilha do Governador – RJ

De olho na Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, o aeroporto do Galeão está em reforma. Com a conclusão das obras, o aeroporto do Rio de Janeiro – RJ passará a ter capacidade para processar 44 milhões de passageiros por ano, o que significará uma melhoria na operacionalidade, e também um maior índice de conforto para os usuários.

O negócio engrossará o caldo de uma série de concessões administrativas que a Infraero pretende fazer para reforçar suas receitas em cidades-sede da Copa do Mundo 2014.

Na área de hotéis baratos e hotelaria do Rio, por exemplo, a Infraero estima que a taxa média de ocupação nestes empreendimentos crescerá cerca de 10% ao ano. Segundo o consultor em gestão de aeroportos, José Wilson Massa, a prioridade do governo em buscar parceiros internacionais da iniciativa privada para administrar o aeroporto do Galeão vem das oportunidades abertas pela Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016. “O Galeão vai ser uma vitrine mundial nos próximos anos”, afirma.

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*