Início / Aviação / Comissário de Voo / Comissário de Voo: limite de horas de voo

Comissário de Voo: limite de horas de voo

O dia de trabalho de uma comissário de voo é definido por sua escala de voo, geralmente recebida pelo profissional na última semana do mês com todos os voos que o tripulante fará ao longo do mês subsequente.

A profissão do aeronauta, profissional que exerce função remunerada a bordo de uma aeronave, é regida pela regulamentação da profissão. Esta regulamentação determina o número máximo de horas que o comissário de voo pode trabalhar por dia, mês, semestre e ano. Determina também o número mínimo de folgas, número de horas de descanso, férias, etc.

Em geral, um dia de trabalho de um comissário de voo começa uma hora antes da decolagem prevista do primeiro voo do dia, e termina meia hora após o pouso da aeronave (30 minutos após o corte das turbinas). Após este período, o tripulante terá direito a 12 horas de descanso, não podendo realizar nenhuma outra tarefa para a empresa até o final destas 12 horas.

Agora, durante o dia de trabalho, um comissário de bordo pode realizar voos durante até 11 horas seguidas se a tripulação do voo for simples. Geralmente, em voos nacionais todas as tripulações são simples. Já para voos intercontinentais, é necessário uma tripulação composta (mínimo de 25% a mais de comissários) ou uma tripulação de revezamento (mínimo de 50% a mais de comissários), onde esta tripulação poderá trabalhar por até 14 horas e 20 horas respectivamente.

Além disso, todas as tripulações (simples, composta e de revezamento) poderão exceder a jornada de trabalho em até 60 minutos a critério exclusivo do comandante da aeronave em caso de condições meteorológicas, inexistência de local apropriado de acomodação para a tripulação ou imperiosa necessidade.

Já o número de voos em um dia de trabalho vai depender da duração de cada voo. Se a tripulação fará um voo transcontinental ou transatlântico, como o tempo de voo é na faixa de 5 a 10 horas, geralmente significa apenas um voo por dia. Contudo, como voos nacionais podem ser bem curtos, pode-se fazer até o máximo de 6 voos por dia (máximo permitido pela regulamentação).

Há diversas especificações na regulamentação, portanto, para saber mais é preciso ler e estudar a Lei 7.183 – lei que regula o exercício da Profissão de Aeronauta.

Todas sextas-feiras iremos reservar um espaço para tentar responder as perguntas sobre aviação, seja sobre o trabalho dos profissionais da aviação (comissários de voo, pilotos, agentes de aeroporto, despachante operacional de voo, etc.), sobre a experiência pessoal de nossa equipe, informações sobre a indústria da aviação, entre outros assuntos.

Se você tiver alguma dúvida, envie um email para nós que responderemos nas próximas semanas. Nosso e-mail é: contato@meioaereo.com

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*