Início / Aviação / Comissário de Voo / Aeromoça da Azul Linhas Aéreas – Camila

Aeromoça da Azul Linhas Aéreas – Camila

Aeromoça – A comissária de voo Camila, 26 anos, nasceu em Petrópolis (RJ) e mora em Indaiatuba (SP). Ela se formou aeromoça em 2008 e está terminando a faculdade de jornalismo.

Camila trabalha atualmente na Azul Linhas Aéreas, sendo uma das primeiras a ingressar na empresa há quase um ano atrás.

Ser aeromoça mudou minha vida!

Por que você resolveu entrar no mundo da aviação? Quando decidiu que gostaria de se tornar aeromoça?  

É até engraçado! Eu trabalhava em um banco e estava insatisfeita no trabalho, nada me agradava, estava sempre em busca de algo que não sabia o que era…. Um dia eu fui almoçar com meu namorado e encontramos com a esposa do primo dele (que esta na aviação há uns 10 anos).

Conversa vai, conversa vem, perguntei como era a vida de uma comissária de voo. Ela virou pra mim e disse: – você tem jeito de comissária, e sorriu. Ela me contou como era o dia-a-dia , além de outras curiosidades.

Resultado, um almoço que deveria durar trinta minutos, durou 3 horas… Fiquei empolgada, e comecei a pesquisar sobre a profissão, ver cursos, saber mais sobre a carreira de comissária de voo. Fiquei extremamente fascinada! Fiz um trabalho para a faculdade sobre a profissão e a vida dos comissários de voo.

Foi o máximo! No começo achei que fosse empolgação, mas quando fiz o curso e vi aprendi tudo sobre a carreira do aeronauta, fui me apaixonando cada vez mais!

Você morava em Petrópolis e mudou-se para Indaiatuba. Isso com certeza mudou sua vida. Valeu a pena essa mudança?

Eu acredito que toda mudança é valida, e as experiências que ela traz também.
Sou a caçulinha do papai. Sempre fui muito mimada e nunca tinha morado fora. O máximo que fiz foi morar no Rio de Janeiro para fazer o curso de comissária. O Rio fica a 40 minutos da minha cidade.

Achei que nunca iria conseguir isso. Sempre achei que iria ficar na minha cidade, morando com meus pais. E a mudança foi grande!

Além de ter saído da minha cidade, fui morar com pessoas diferentes, sem viículo sanguíneos nenhum (risos). Mas toda essa mudança representou um grande passo na minha vida, ou melhor, o passo da MINHA maturidade!

Morar sozinha implica em se auto-conhecer, aprender a contar com você mesma, ter seu espaço, suas coisas, suas contas pra pagar. Hoje, dou valor hoje a coisas que antes eu não dava! Não que eu não possa contar com meus país. A família é o lugar que sei que sempre vou poder contar. É a minha base fixa, onde sei que sempre vou voltar!

Logo depois que você se formou, já começou a mandar currículos? Demorou em entrar para uma companhia aérea?

Já sim, foi muito rápido. Benção de Deus! Comecei no curso de comissária em Julho de 2008 e me formei em Outubro. Fiz a prova da Anac no começo de Dezembro e logo fui chamada para seleção da Azul em Fevereiro de 2009!

A profissão era o que você esperava?

Muito mais do que eu esperava! Foi um encontrou pessoal!

Você não tem medo de voar? Já passou por alguma situação complicada durante algum voo?

Tinha um pouco, porque quando fui para os Estados Unidos, passei por uma turbulência muito forte, e fiquei traumatizada. Porém, aos poucos fui superando este trauma. Hoje lido com naturalidade.

A situação a bordo mais complicada que vivenciei foi quando uma senhora desmaiou no avião. Então fizemos os procedimentos necessários muito rapidamente e já solicitamos um médico. No final tudo ficou bem.

O que é mais fácil e mais difícil em ser uma comissária?

Não sei se tem isso, o mais fácil ou mais difícil. Não vejo por esse lado, pois eu desejava muito esta profissão, desejava muito tudo que eu estou vivendo.

O que eu acho complicado é a saudade da família, do namorado, dos amigos, do lar de casa. Mas quando penso nisso, olho tudo que conquistei e a felicidade de chegar onde cheguei, além de tudo que ainda vem pela frente.

Assim, tudo se torna mais fácil!

Como é o relacionamento entre a tripulação técnica (comandante e co-piloto) e a tripulação comercial (comissários de voo)?

Não sinto que há diferença! Fazemos parte da mesma equipe e trabalhamos pelo mesmo propósito.

Quando e pra onde foi seu primeiro voo?

Meu primeiro voo foi um madrugadão de Viracopos para Fortaleza.

Qual o voo foi mais marcante pra você até agora? Por quê?

Foi meu primeiro voo, quando me dei conta de que meu sonho havia se realizado. E um outro voo que fiz com minha melhor amiga, a Claudileia, que fez o curso de comissária comigo. Uma pessoa que é muito especial e que me ensinou que a vida não tem nada de complicado.

Tem idéia de para quantas cidades/países já voou?

Cidade sim. Todas as cidades para as quais a Azul voa!

Qual o seu destino favorito? E qual destino que mais voou?

Não tenho um em especial… Para onde mais voo, acredito que seja Porto Alegre (POA) e Rio de Janeiro (SDU).

Teve alguma situação que mais marcou para você?

Tem sim. Um dia antes do meu aniversário, voei com essa minha grande amiga, a comissária Claudileia, e com uma outra comissária muito querida, a Bruna Lemes. Elas fizeram um speech dizendo que seria meu aniversário. Todos  os passageiros cantaram parabéns e bateram palmas. Foi emocinante! (risos)

Quanto tempo você fica em uma cidade? Quanto tempo fica longe de casa?

O máximo são três dias inativos em uma mesma cidade. Da base, em Campinas (SP), o máximo são cinco dias que posso ficar fora pernoitando. E de casa, em Petrópolis, eu só vou quando tenho folga acima de três dias, pois é muito cansativo.

E manter um relacionamento, é possível?

É sim! Namoro há três anos e tudo é tranqüilo quando há confiança, carinho e quando um torce pelo outro. Sentir que a pessoa sabe que você esta feliz, é um incentivo.

Mande um recado para os que, assim como você é, querem se tornar comissários de voo.

Que nunca devemos desistir quando traçamos um objetivo. Quando de fato você quer, parece que tudo conspira a seu favor.

Desejo boa sorte a todos que querem realmente seguir a profissão. Sabemos que é um pouco complicada, mas no final vale a pena! Nunca desistam dos seus sonhos. E, claro, estou a disposição para qualquer duvida!

Beijos e nos encontramos nos aeroportos… foto

Agradecemos à comissária Camila, da Azul Linhas Aéreas

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*