Início / Linhas Aéreas / Maiores Acidentes Aéreos

Maiores Acidentes Aéreos

Pesquisamos alguns dos maiores acidentes da história da aviação brasileira e listamos abaixo 8 grandes acidentes da história de nossa aviação.

A proposta do artigo é de reflexão a fim de trazer a tona a discussão sobre a segurança de voo em nossa aviação comercial em um momento de crescimento do setor.

  • VOO JJ3054

17 de julho de 2007, São Paulo – 199 pessoas morreram no choque de um Airbus A-320 da TAM que, por questões técnicas da aeronave somado à falta de condições da pista do aeroporto, não conseguiu parar ao aterrissar no Aeroporto de Congonhas. Além dos 187 passageiros e tripulantes a bordo, outras doze pessoas em solo foram vitimadas.
O acidente foi causado por falha humana e falha da infra-estrutura aeroportuária.

  • VOO GLO 1907

29 de setembro de 2006, Mato Grosso – 154 pessoas a bordo do Boeing 737-800 da Gol, entre tripulantes e passageiros, morreram no acidente envolvendo a aeronave da companhia aérea e um jato Embraer XL600 Legacy; As causas do acidente foram causadas por falha humana e falha do controle aéreo.

  • VOO VSP 168

Junho de 1982, Serra da Aratanha (CE) – 137 pessoas morrem na colisão de um Boeing 727-200 da empresa aérea Vasp contra uma montanha da Serra de Aratanha, cerca de 30 km de Fortaleza. A causa do acidente foi falha humana.

VOO RG 820

Julho de 1973, Paris – 123 pessoas, dos 137 que estavam a bordo (entre tripulantes e passageiros) morreram na queda do Boeing 707 da Varig, no aeroporto de Orly, na França. O motivo do acidente foi incêndio no banheiro, provocado por uma bituca de cigarro. O avião caiu a menos de um minuto de se aproximar da cabeceira da pista.

  • VOO JJ 402

Outubro de 1996, São Paulo – 99 pessoas morrem quando um Fokker-100 da TAM caiu sobre o bairro do Jabaquara, Zona Sul de São Paulo. O avião havia decolado do aeroporto de Congonhas e por falha mecânica de uma das turbinas a aeronave despencou do ar 24 segundos após a decolagem.

Fevereiro 1960, Rio de Janeiro – 61 pessoas morrem após avião Douglas da Companhia Real chocar-se com um quadrimotor da Marinha dos EUA, no Rio de Janeiro.

  • VOO TBA 303

Abril de 1980, Florianópolis – 55 pessoas morreram no acidente envolvendo um Boeing 727 da Transbrasil. O tempo estava chuvoso e a aeronave, por estar ligeiramente fora de rota para afastar-se da chuva que caía sob a Ilha, colidiu-se com o Morro da Virgínia, de 600 metros de altura.

Junho 1960, Rio de Janeiro – Após segunda tentativa de aproximação, avião da Companhia Real, do modelo Convair, deixa de funcionar de forma inesperada e cai na Baia de Guanabara, Rio de Janeiro, matando 53 pessoas. O último contato que o piloto do PP-YRB da companhia Real fez com a torre de comando carioca, informou que o avião estava ficando sem combustível. Foi apontada falha humana.

Para quem gosta do assunto, recomendamos a leitura do livro CAIXA PRETA, de Ivan Sant’anna. No livro, o autor reconstitui três desastres que entraram para a história da aviação brasileira – A história do Boeing 707 da Varig que caiu em Orly (1973); O voo de ponte aérea Brasília-Belo Horizonte-Rio que foi sequestrado por um dos passageiros com a ideia de colidir contra o Palácio do Planalto (1988); Além do desastre do avião que fez voo cego e ficou perdido em algum ponto entre Marabá e Belém (1989) .

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*